Jugendherberge Passau



Estadia: 1 noite
Nota: 3/5

No geral, o hostel é bom. Organizado, bem cuidado. A apresentação é boa. O prédio, apesar da aparência de antigo, é muito bonito. Por dentro, é moderno e maior do que aparenta.
O quarto em que fiquei, para seis pessoas, não era dos maiores, mas seria confortável para todos os hóspedes se estivesse cheio. Não estava. Tinha apenas eu e mais uma hóspede dentro do quarto. Como quase não a vi enquanto estava no quarto, por pouco não pareceu que estava em um quarto privativo.
As camas são boas, mesmo as de beliche. A beliche de cima talvez seja um problema para pessoas muito altas, pois é relativamente próxima do teto, que é baixo.


Tem um grande número de tomada no quarto, mas, pelo menos no meu, não tinha tomadas perto das camas (considerando que minha cama era na beliche, em cima, realmente não tinha tomada para "mim").
Os banheiros são bons e bem próximos dos quartos. Apesar de serem divididos, tem banheiros para cada conjunto de quartos, então a divisão com um número menor de pessoas.
O hostel fica no meio de um morro. A subida, apesar de um pouco chata pela inclinação (20º, como a placa logo no inicio bem diz), não é longa, mas é pesadíssima para grandes bagagens. Se estiver com mala grande, esse hostel não é a melhor das opções. Eu fui para lá com duas malas de 23kg, mas subi de táxi. Do contrário, sem chance.
O hostel também não conta com elevador, ou seja, mais um ponto contra grandes bagagens. Para quem estiver fazendo mochilão, talvez não seja tão ruim. O problema mesmo é se a mala for de rodinhas por causa da inclinação.
As funcionárias (que, acredito, serem todas mulheres, pois não vi nenhum homem) foram simpáticas. De fato, só conversei com duas, uma no dia que cheguei, no final da tarde, e outra de manhã, na hora do check-out, mas as duas foram atenciosas e pacientes com meu péssimo alemão.
O café da manhã está incluso, mas o horário é curto: das 7h00 às 9h00. Meu jet-lag me impediu de provar o café da manhã, então não posso comentar a respeito.
Tem muita natureza por perto. Acredito que uma parte seja para fazer trilha. Tem também um museu (Veste Oberhaus) e um café (Burg Café & Burgeschänke Oberhaus). O local é bem gostoso, na verdade. Muito acolhedor.
O maior problema é a falta de iluminação no caminho. Saindo da F.-Wagner-Strasse, é preciso pegar uma rua de pedra morro acima, que é toda cercada por árvores. Não tem iluminação alguma neste caminho, então para sair e voltar durante a noite, só com lanterna. Como disse, a subida não é longa, mas foi de certa forma incomoda naquela escuridão.

0 comentários: